Robôs e perfis falso atacam redes sociais de Roberto Cidade após vazamento de plano do Avante

Perfis Fakes e IA: Robôs Invadem Redes de Cidade Após Plano do Avante
Perfis Fakes e IA: Robôs Invadem Redes de Cidade Após Plano do Avante

Em um movimento que levanta sérias questões sobre a integridade do processo eleitoral, o deputado estadual e pré-candidato a prefeito de Manaus pelo União Brasil (UB), Roberto Cidade, denunciou ataques virtuais massivos em suas redes sociais. Utilizando robôs e perfis falsos, esses ataques parecem ter como objetivo minar a credibilidade e o alcance das suas postagens no Instagram.

Os ataques ocorreram apenas alguns dias após a revista Cenarium expor um plano do Diretório Municipal do Avante, que incluía um orçamento de R$ 1 milhão para um sistema eletrônico destinado a atacar adversários políticos, incluindo Cidade, que conta com o apoio do governador do Amazonas, Wilson Lima (União Brasil).

A denúncia

Roberto Cidade utilizou suas redes sociais nesta terça-feira para relatar a invasão digital. “No último final de semana, meu perfil no Instagram foi atacado por robôs que o infestaram com falsos seguidores, com o objetivo de espalhar fake news e diminuir o alcance da minha rede social. Agora, vejam a coincidência. Há duas semanas, um site de notícias de Manaus revelou um documento do partido Avante, com um plano para gastar R$ 1 milhão com a compra de robôs e inteligência artificial e me atacar nas redes sociais”, afirmou Cidade em um vídeo publicado no Instagram.

Plano de ataques

A Revista Cenarium informou em 10 de maio que o Avante destinou R$ 1 milhão para pagar um sistema de robôs, programado para operar entre 20 de maio e 20 de julho, com a finalidade de promover engajamento positivo para seus pré-candidatos e atacar adversários. O documento detalha a destinação desse orçamento não apenas para fortalecer a imagem do prefeito de Manaus, David Almeida, mas também para desestabilizar a oposição, especialmente figuras como o governador Wilson Lima e Roberto Cidade.

Contexto político

O partido Avante, liderado no Amazonas pelo prefeito David Almeida, tem mostrado uma postura agressiva nas redes sociais. Recentemente, o partido tentou censurar um vídeo publicado por Cidade, mas a ação foi julgada improcedente pela justiça eleitoral. “De onde vem esse dinheiro? Quem deu a ordem para esse crime? Por que estão jogando tão sujo, assim, antes mesmo da campanha começar?”, questionou Roberto Cidade.

Documentos reveladores

Os dados revelados pela Cenarium, oriundos de uma planilha de gastos pré-eleitorais, são explícitos. Entre as anotações, há referências a ataques direcionados a opositores como o governador Wilson Lima, com termos depreciativos como “Wilçu Fora”, indicando uma campanha coordenada de desinformação e difamação.

Impacto e reações

A denúncia de Roberto Cidade amplifica a preocupação sobre o uso de tecnologia para manipular o debate público e influenciar eleitores. Esses eventos sublinham a necessidade de maior vigilância e regulamentação sobre a utilização de inteligência artificial e robôs nas campanhas eleitorais. Enquanto isso, Cidade continua a utilizar suas plataformas digitais para expor e combater essas práticas antiéticas.