Raiva Humana: FVS capacita técnicos dos municípios do interior AM sobre prevenção contra a doença

Foto: Divulgação/FVS-RCP

A Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Drª Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP), vinculada à Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM), realiza, até quinta-feira (23), no auditório do Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam), o curso de capacitação do Programa Profilaxia da Raiva Humana.

O curso de capacitação tem como objetivo qualificar profissionais das equipes de saúde, como enfermeiros, técnicos em enfermagem e responsáveis técnicos dos 61 municípios do interior do Amazonas, no atendimento de pacientes agredidos por animais mamíferos, potencialmente transmissores do vírus rábico.

O treinamento é realizado a partir de capacitação presencial com atividades teóricas e simulação em atendimento. A diretora-presidente da FVS-RCP, Tatyana Amorim, destaca que a raiva humana é de extrema importância para saúde pública, por ser uma doença passível de eliminação no seu ciclo urbano já que é transmitida por cão e gato.

“Com a capacitação realizada, podemos atualizar os técnicos de todos os municípios do interior do estado, visando a eliminação do ciclo de transmissão da raiva humana que é transmitida por cães e gatos que corresponde ao ciclo urbano. É importante que a população leve os animais para a vacinação antirrábica, ofertada anualmente no estado”, conclui Tatyana.

Segundo o médico veterinário da Gerência de Zoonoses da FVS-RCP, Deugles Cardoso, a capacitação é uma forma de atualização junto aos técnicos dos municípios já que, em anos anteriores, não foi possível realizá-la devido à pandemia de Covid-19.

“A capacitação precisa ocorrer anualmente, devido à rotatividade dos profissionais nos municípios. Com a pandemia de Covid-19, nós não podíamos realizar eventos presenciais para fazer a atualização junto aos municípios e respectivos técnicos do Programa de Profilaxia da Raiva Humana. Nessa capacitação, estamos aproveitando a oportunidade para realizar essa atualização que ocorre com base na Nota Técnica 08 do Ministério da Saúde, lançada em março deste ano”, explica Deugles.

“Todos nós, técnicos dos municípios, estamos recebendo atualizações, além das já repassadas em anos anteriores, sobre a raiva humana, zoonose que pode vir acometer o ser humano”, ressalta o coordenador de zoonoses do município de Caapiranga, Schubert Castro.

Programa

A raiva humana é extremamente relevante do ponto de vista clínico e de saúde pública, por se tratar de agravo letal em aproximadamente 100% dos casos. É uma zoonose viral que ataca o sistema nervoso. Ela pode ser transmitida por qualquer mamífero que tenha o vírus, seja selvagem ou doméstico.

É uma doença passível de eliminação no seu ciclo urbano, por existir medidas eficientes de prevenção tanto em relação ao ser humano quanto à fonte de infecção, sendo a principal forma de prevenção a vacinação de cães e gatos.

Referência

A FVS-RCP é responsável pela Vigilância em Saúde do Amazonas e atua no monitoramento de doenças no estado.

A instituição funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, na avenida Torquato Tapajós, 4.010, Colônia Santo Antônio, Manaus. O contato telefônico da FVS-RCP é o (92) 3182-8510.

As informações são da assessoria

Artigo anteriorEmpresas de internet deverão garantir 80% da velocidade contratada, garante PL aprovado de Ricardo Nicolau
Próximo artigoMoraes e Barroso serão ouvidos no Senado por ativismo judicial no STF