Juiz nega pedido da defesa e mantém transferência de Ribeiro para o DF

Foto: Reprodução

O juiz Renato Borelli, da 15ª Vara Federal de Brasília, negou o pedido da defesa do ex-ministro Milton Ribeiro para que o ex-titular do MEC permanecesse preso em Santos (SP) e participasse por videoconferência da audiência de custódia marcada para a tarde desta quinta-feira (23).

A negativa foi informada pelo magistrado durante despacho com o advogado de Ribeiro, Daniel Bialski, no início da tarde desta quarta-feira (22). Com a negativa, Borelli manteve sua ordem anterior para transferir o ex-ministro para Brasília, onde será realizada a audiência.

À coluna, Bialski confirmou a decisão do magistrado. O advogado informou ainda que o juiz federal também negou à defesa acesso à íntegra dos autos do processo e da decisão judicial que baseia o pedido de prisão do ex-ministro. Ribeiro foi preso na manhã desta quarta em Santos (SP).

Confira a matéria completa no Metrópoles, parceiro do Manaus Alerta



Artigo anteriorDavid Almeida assina ordem de serviço para reforma de equipamentos socioassistenciais
Próximo artigoEmpresas de internet deverão garantir 80% da velocidade contratada, garante PL aprovado de Ricardo Nicolau