Genro que transou com o sogro conta que era ameaçado e quis juntar provas contra o pai de sua mulher

foto: TV Morada do Sol

Júnior Virgilio, de 23 anos, protagonizou na última semana um dos assuntos mais falados do país. Ele foi pivô de uma crise familiar por ter traído sua mulher com o próprio sogro, em Araraquara, município do interior paulista. Após o caso ter se tornado público, uma confusão em série aconteceu na cidade, com vídeos íntimos vazados, carro incendiado, briga e espancamento. O jovem alegou que sofria ameaças e se submeteu ao relacionamento para coletar provas. As informações são do Extra.

“Minha cabeça ficava atordoada, por constantes ameaças, se ele não me ameaçava de morte ele falava que mandava alguém me matar. Falava que se não conseguisse me matar tirava meu filho de mim. Então isso veio afetando bastante minha cabeça. E eu precisava entrar no jogo dele para conseguir criar provas contra ele. E foi como eu vim conseguindo isso. Graças a Deus eu entrei com advogado. A verdade será esclarecida para o Brasil todo entender o que aconteceu e o que ele vinha fazendo na minha vida”, disse Virgilio, em entrevista à TV Morada do Sol, de Araraquara.

O caso tornou-se público depois que a mulher de Virgilio , olhando o celular do pai, descobriu que ele tinha um relacionamento com o seu companheiro. Furiosa, ela teria resolvido compartilhar em sua rede social as trocas de mensagens entre os dois, no último dia 15 de novembro, além de gravações achadas na galeria do aparelho em que eles apareciam juntos no motel