Defesa de Ribeiro ataca volta do caso para o STF: ‘Ativismo judicial’

Foto: Divulgação

O advogado Daniel Bialski, que coordena a defesa do ex-ministro Milton Ribeiro, criticou a ida da investigação para o Supremo Tribunal Federal (STF). O suposto esquema de corrupção no Ministério da Educação (MEC) levou o ex-chefe da pasta à prisão.

A defesa afirma que o áudio citado na decisão envolve autoridade com foro privilegiado e ocorreu antes da deflagração da operação.

“Se assim o era, não haveria competência do juiz de primeiro grau para analisar o pedido feito pela autoridade policial, e, consequentemente, decretar a prisão preventiva”, destaca Bialski, em nota à imprensa.

Confira a matéria completa no Metrópoles, parceiro do Manaus Alerta



Artigo anteriorMC Poze distribui celulares para pessoas em semáforo do Rio de Janeiro
Próximo artigoMadonna e rapper trocam beijão e carinhos em cima de palco